Exposições

Uma componente essencial da vida do Vestigius são as exposições, sejam elas de pintura, desenho, fotografia ou outras áreas e suportes.

Tal como na Biblioteca, também aqui procuramos incorporar o conceito-base do espaço.

Pretendemos ainda apostar na divulgação de jovens artistas de diferentes comunidades lusófonas, bem como lançar jovens ou outros artistas desconhecidos, mas com excelentes trabalhos e capacidades.

Todos os meses o Vestigius apresenta uma nova exposição, tentando alternar entre as diferentes categorias anteriormente referidas.

Exposições realizadas:

- Do KWANZA ao TEJO – Com o objectivo de ir ao encontro das culturas dos países de língua portuguesa, o Vestigius e a Embaixada de Angola juntaram-se e acolheram a sua primeira exposição “Do Kwanza ao Tejo”. Uma exposição colectiva, que reuniu três artistas plásticos, duas Angolanas e um Português.

- AGITAÇÃO – Uma exposição de Lyudmila Serrão, jovem de origem ucraniana, que fez este ano no Vestigius a sua primeira exposição individual, composta por um conjunto de pinturas que atualizam o universo da pintura romântica ou simbolista e dos sentimentos dos momentos incertos e agitados que vivemos.

- MALENGA – Artista plástico de origem Moçambicana, denomina a arte da tatuagem e a da pintura com a mesma palavra – dinembo. De contrastes cortantes e sugestivos, a sua paleta é primária e natural, clara e incisiva, como a de uma tatuagem.

- REGINA.A – Exposição fotográfica, que mostra a captação de momentos especiais, ambientes, símbolos, ícones populares, a obra arquitectónica e o seu significado e valor histórico. Foi apresentada a realidade sem constrangimentos de forma a reformulá-la, recriando-a e sobrepondo novas realidades que ora dialogam com ela, ora se fundem.

- A natureza e história da Albânia, de Roland Tasho – fotógrafo freelancer de origem Albanesa, foi a exposição fotográfica que revelou destinos por explorar, vivências únicas e histórias enquadradas em cenários que, até então, pertenciam ao imaginário, da pouco explorada Albânia.